G Maio 2012 ~ Notícia Maceió Emergência 190
.

Imprudência provoca mais uma colisão na rotatória da AL 220

Uma colisão envolvendo um veículo modelo GM Onix, de placas ORD-2165, da cidade de Arapiraca, e um Classic, placas PFV-0428, de Pernambuco...

PELOPES do 2º BPM Prende 4 em Branquinha

Na manha desta quinta feira (17), foram presos 4 Bandido(a), José Lucas Alves da Silva Lima, Hugo Hudson de Melo Oliveira, Yuri Bernardo da Silva...

Adolescente é flagrado com arma de fogo em carro

O 11º Batalhão de Polícia Militar (11º BPM) tirou mais uma arma de fogo de circulação. Dessa vez, um adolescente de 17 anos de iniciais F.A.O...

Oplit prende dupla acusada de arrombar residência

Policiais da Operação Policial Litorânea (Oplit) prenderam em flagrante, nesta quinta-feira (17), dois acusados de arrombar uma residência loca...

quinta-feira, 31 de maio de 2012

STJ mantém Toninho Lins preso


O ministro Og Fernandes, do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), rejeitou o pedido de soltura do prefeito de Rio Largo, Toninho Lins. Com a decisão, confirmada no final da tarde desta quinta-feira, o prefeito continua preso na Academia da Polícia Militar, em Maceió. O ministro, além de indeferir o pedido de habeas corpus, impetrado pelo advogado José Fragoso, solicitou mais informações sobre o processo, determinando vista ao Ministério Público Federal (MPF).
Toninho Lins está preso desde o dia 21 de maio. Ele teve o decreto de prisão assinado pelo desembargador Otávio Leão Praxedes. O prefeito foi denunciado pelo MPE pelos crimes de apropriação de bem público, alienação ilegal de bem público, formação de quadrilha e dispensa ilegal de licitação. O procurador-geral requereu ao Tribunal de Justiça a prisão preventiva do prefeito. Liderando o grupo criminoso, Toninho Lins adquiriu e depois vendeu, em nome e com recursos do município, uma área de 252,4 hectares por R$ 700 mil. No entanto, o valor original da área ultrapassa os R$ 21,4 milhões, segundo dados da própria Prefeitura de Rio Largo. No local passou a ser construído um loteamento particular.
As investigações foram conduzidas pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) – que no dia anterior conseguiu a prisão de nove dos dez vereadores e um suplente, que também participaram do esquema, além de empresários e servidores do município. Foi constatado que o prefeito e um grupo de empresários do Pará, ao lado dos vereadores, montou a fraude para desapropriar as terras da Usina Utinga Leão por preços abaixo do valor de mercado e, em seguida, revender o local para um empreendimento imobiliário. Inicialmente a área serviria para construção de um conjunto residencial para população de baixa renda do município.
Segundo a denúncia, em junho de 2010, os empresários Moisés Carvalho Pereira, Luiz Pereira Martins, Marcelo Pereira Lessa e Antonio Lucena Barros montaram a MSL Empreendimentos Imobiliários Ltda. Em paralelo, o prefeito desapropriou as terras da Usina Utinga Leão que sequer questionou os valores abaixo do mercado pelos quais a área estava sendo entregue ao município de Rio Largo. O decreto foi assinado em novembro de 2010. Oito dias depois, o prefeito solicitou aos vereadores a alienação da área para “empresas que estivessem dispostas a realizar programas e ações habitacionais de interesse social” em Rio Largo.
Com isso, o prefeito também solicitou que a aquisição do terreno fosse dispensada de licitação. Em apenas dois dias, o processo tramitou e foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Rio Largo. Os vereadores Cícero Inácio Branco, Milton José de Pontes Filho e Reinaldo Cavalcante Moura, que participaram do golpe, opinaram pela aprovação do projeto, assim como os vereadores Thales Luis Peixoto Cavalcante, Jefferson Alexandre Cavalcante e o servidor Jean dos Santos Silva. Além deles votaram a favor os vereadores Aurízio Esperidião da Hora, Ionaide Cardoso Martins, José Nilton Gomes de Souza, Luiz Phellipe Malta Buyers e Maria das Graças Lins Calheiros.
O procurador-geral destacou que todos agiram seguindo determinações do prefeito Toninho Lins. Assim como os vereadores e os donos da MSL, os empresários José Paulo Cavalcante Neto e Jorge Octaviano Ferreira Dubeux, diretores da usina, também tiveram mandados de prisão expedidos pela 17ª Vara Criminal. Toninho Lins infringiu o artigo 1º do Decreto Lei 201/67, os artigos 299 e 288 do Código Penal e o artigo 89 da Lei 8666/93, a Lei de Licitações. As penas somadas podem chegar a mais de 10 anos de prisão, além da perda do cargo e o pagamento de multa, mais o ressarcimento ao erário.

Capotamento de caminhão deixa dois mortos em Alagoas


Duas pessoas morreram durante o capotamento de um caminhão na madrugada desta quinta-feira (31), em um dos trechos da BR 101, município de Junqueiro, interior de Alagoas.
Segundo patrulheiros da Polícia Rodoviária federal (PRF) o motorista do caminhão, que não foi identificado e que transportava uma carga de tijolos, perdeu o controle do veículo e capotou várias vezes. A outra vítima estava junto com o motorista.
Levantamentos da PRF indicam que o caminhão vinha de Sergipe com destino a Maceió.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

VIDEO: Mulher denuncia traficante e é assassinada a tiros no Jacintinho





A jovem Edja dos Santos Alcântara, 19, que residia no Loteamento Bariloche, Quadra “D”, no bairro do Feitosa, foi assassinada a tiros na manhã desta quarta-feira (30) na Grota do Moreira, no bairro do Jacintinho, em Maceió.
A vítima, alvejada com tiros nas costas, transitava próximo de uma escadaria quando foi alvejada. No local do crime os moradores adoram a “lei do silêncio” não falando nada para a Polícia.
Como detalhe, no momento que uma equipe da Polícia Militar (PM) chegava ao local, um jovem tentava roubar o relógio da vítima. Ao notar a aproximação dos policiais o desconhecido, que não se sabe se tem envolvimento com a tentativa criminosa, conseguiu fugir.
A Polícia obteve a informação que a garota tinha envolvimento com o tráfico de drogas na região e tinha sido ameaçada de morte por um traficante. Ela tinha ido comprar crack, mas como estava sem dinheiro, discutiu com o traficante que lhe atingiu a socos. Revoltada, Edja denunciou o homem que foi preso. Teria sido este traficante, cujo nome não foi divulgado, que deu a ordem para executar a jovem.
O crime será investigado por policiais do 9° DP.


Tiroteio deixa um morto e dois feridos


A Polícia ainda não tem os nomes dos dois homens que na tarde desta quarta-feira (30) mataram uma pessoa e deixaram outras duas feridas a bala. O atentado foi registrado no Conjunto Arnaldo Paiva, no Tabuleiro do Pinto, município de Rio Largo, na Grande Maceió.
Eduardo Gomes de Carvalho, o “Dudu” teve morte imediata. Os feridos foram identificados como sendo Edvi Luis de Carvalho, irmão da vítima fatal. O outro ferido foi identificado apenas pelo prenome de Felipe.
Todos foram levados para o Hospital Geral do Estado (HGE), no Trapiche da barra, em Maceió.
Segundo policiais do 8º Batalhão da Polícia Militar (8º BPM), todas as vítimas tem envolvimento com o tráfico de drogas.

Video: Criança levada por funcionária de creche é devolvida para mãe



Já está com a família a menor Vitória Carla da Silva, 5, que havia desapareceu na tarde da terça-feira (29). A denúncia foi feita pela mãe da criança, a doméstica Rosenilda Maria da Silva, 30.
Toda a angustia da família teve inicio no final da tarde quando Rosenilda foi até o Centro de Recuperação Pró-Amor, uma creche-escola situada no bairro do Feitosa e descobriu que a filha havia desaparecido.
Sem autorização da mãe, a diretora da creche liberou a criança para que fosse embora com uma das funcionarias. A alegação era que havia chegado o horário limite de funcionamento e o local não poderia ficar aberto.
Desesperada por não ter noticias da filha, Rosenilda procurou a Polícia e relatou o fato. A situação piorou porque nem a criança chegada em casa, nem ninguém sabia onde a funcionaria que havia levado a menor residia. Ela criticou a direção da Pró-Amor que liberou a criança sem seu consentimento.
Já na manhã desta quarta-feira (30) a criança foi novamente levada para a creche pela mesma funcionária, que entrou em contato com Rosenilda que foi até o local e viu a filha. A mãe, que não aceitou os pedidos de desculpa da direção da Pró-Amor declarou que a filha não vai mas estudar no local. Ela será transferida para outra escola, revelou Rosenilda. 
 











Homem é preso por tráfico de drogas no Jacintinho

 


Foi autuado em flagrante na Central de Polícia da Capital, nesta quarta-feira (30), Fernando Ferreira dos Santos, 22, acusado de tráfico de drogas. Ele foi detido na Grota do Moreira, Jacintinho, em Maceió.
Na operação policial, foram apreendidos duas bombinhas de substancia esverdeada aparentando ser maconha, pesando aproximadamente um grama, várias pedras de crack que estavam em invólucros plásticos, pesando 10 gramas, dois aparelhos celulares, R$ 95,00, uma balança de precisão e várias embalagens plásticas usadas para comercializar a droga.
Fernando já tem passagem policial por uso de entorpecente em 2011, ele foi autuado pelo delegado Vinicius Martins Ferrari e em caminhado a Casa de Custódia da Capital. O crime será investigado pela Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN).

Ladrão dá rasteira em mulher para roubar celular




Uma equipe da Força Tática, sob o comando do cabo Kennedy, do 1° Batalhão da Polícia Militar (1° BPM) prendeu na tarde desta quarta-feira (30) nas proximidades da Praça do Pirulito, o desempregado Bruno Martins dos Nascimento, 25.
Ele é acusado de ter simulado um assalto contra a mulher Maria Pantaleão, que no momento do crime estava acompanhada da filha menor.
Bruno exigiu o aparelho celular da vítima, que recusou entregar, sendo derrubada com uma “rasteira”, batendo com a cabeça no chão. 

Polícia tenta localizar carga de carne roubada na Levada



 Equipes da Polícia Militar (PM) tentam localizar 21 caixas de carne, supostamente roubadas na tarde desta quarta-feira (30) de um caminhão que fazia a entrega de produtos congelados em um armazém localizado no bairro da Levada, em Maceió.
Segundo o motorista do caminhão frigorifico, de placa ATN 1354 (Toledo/PR), a ação dos bandidos foi rápida.
Sem revelar seu nome, o motorista disse que estava aguardando as notas de entrega dos produtos que descarregou, quando ao retornar para o veículo, notou o roubo.
O valor da mercadoria roubada é de cerca de R$ 2.500. 

Tribunal de Justiça publica edital de concurso para servidor


Concurso para servidores vai reduzir carência no TJ e em unidades da capital e do interior
O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Sebastião Costa Filho, publicou nesta quarta-feira (30), no Diário de Justiça Eletrônico (DJE), edital para realização de concurso público de provas e títulos a fim de preencher 172 vagas e formar cadastro de reserva para cargos de nível médio e superior no Poder Judiciário de Alagoas.
As inscrições estarão abertas no período de 4 de junho a 3 de julho, no endereço eletrônico doCespe/UnB , instituição responsável pelo execução do certame. A primeira etapa do concurso está prevista para o dia 02 de setembro.
A promoção do concurso foi um dos compromissos assumidos pela atual gestão do TJ/AL, diante da carência de pessoal verificada especialmente dos quadros da Corte estadual, cujo último certame fora realizado há cerca de 20 anos.
Estão sendo ofertadas vagas para cargos de analista judiciário especializado (nível superior) nas áreas administrativa, análise de sistemas, arquitetura, arquivologia, biblioteconomia, comunicação social, contabilidade, economia, enfermagem, engenharia, judiciária, médica/clínica médica, médica/medicina do trabalho, médica/psiquiatria, odontologia, psicologia e serviço social; e para cargos de nível médio de auxiliar judiciário e técnico judiciário.
O edital prevê remuneração de R$ 5.789,19 para todos os cargos de nível superior; R$ 1.084,67 para o cargo de auxiliar judiciário e R$ 2.496,55 para técnico judiciário, ambos de nível médio. Todos os cargos terão uma jornada de trabalho de 30 horas semanais.
As vagas de analista judiciário especializado – no total de 62 – e de técnico judiciário (20 vagas) serão de preenchimento imediato e destinadas a suprir a carência de pessoal da sede do Poder Judiciário, o Tribunal de Justiça. Já as 90 vagas de auxiliar judiciário foram direcionadas para as unidades de primeira instância, sendo 18 para capital e 72 distribuídas entre 53 comarcas do interior, todas de preenchimento imediato. Há também a previsão de cadastro de reserva para sete comarcas do interior: Anadia, Canapi, Igreja Nova, Matriz do Camaragibe, Paulo Jacinto, Porto Real do Colégio e São Brás.
Inscrições e etapas
As inscrições serão processadas exclusivamente pela internet, no endereço eletrônico doCespe/UnB , mediante o pagamento das taxas de R$ 100,00 (analista judiciário especializado); R$ 50,00 (auxiliar judiciário) e R$ 55,00 (técnico judiciário).
O concurso se desenvolverá em duas etapas, a primeira dividida em seis fases: provas objetiva, para todos os cargos; prova discursiva, para cargo de nível superior; avaliação psicológica, para cargo de nível superior; investigação social, para todos os cargos; avaliação de títulos, para cargo de nível superior; e comprovação de sanidade física e mental, para todos os cargos.
A segunda etapa, de caráter eliminatório, será o Curso de Formação Inicial, promovido pelo TJ/AL, para todos os cargos.
Acesse o inteiro teor do Edital nº 029/2012 e confira informações pormenorizadas sobre requisitos e descrição sumária das atividades, etapas do certame, vagas reservadas a portadores de deficiência, procedimentos para inscrição, conteúdo programático, distribuição de cargos entre as unidades judiciárias, entre outros pontos.

Suspeito de sequestro e assassinato de jovens em Coruripe tenta liberdade


O advogado Leonardo de Moraes, que defende o preso Raphael Lima de Oliveira, 30, suspeito de ter envolvimento nos sequestros e assassinatos das garotas Eduarda dos Santos, a “Pêu”, e de Cinthia da Silva Santos, confirmou que até esta quinta-feira (31) vai solicitar a revogação da prisão de seu cliente ao Tribunal de Justiça (TJ).
Raphael foi preso no último dia 17 por determinação da Justiça que atendeu a solicitação do delegado de Coruripe, interior de Alagoas, José Carlos Sales. O outro suspeito preso, Darlan Lima dos Santos, 28, foi solto na última semana. 
A família do comerciante mantém a defesa de que Raphael é um “bode expiatório” no episodio das mortes das duas amigas encontradas em uma mata em terras da usina Guaxuma, zona rural de Coruripe.
“Não existe nenhum motivo para a prisão temporária de meu cliente. Não há fundamento. Após ele se lançar pré-candidato a vereador no município uma série de ataques começou a ser lançados contra ele e não descartamos que essa acusação tenha relação a seu interesse pela política”, disse o advogado.
Raphael foi acusado formalmente durante o depoimento de um homem chamado de José Renan que afirmou ter visto as duas garotas entrando no carro do suspeito na tarde que foram vistas pela última vez com vida.
O carro do suspeito, um Punto, prata, placa NML 5057 (Coruripe/AL), continua sendo periciado por peritos do Instituto de Criminalística (IC). O laudo do IC deverá ficar pronto em dez dias. 

Delegado, esposa e amigos podem ser presos por peculado


Está mas mãos dos juízes que compõem a 17ª Vara Criminal da Capital, responsável pelo combate ao crime organizado em Alagoas, a solicitação dos integrantes do Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) do Ministério Público Estadual (MPE) a solicitação das prisões do delegado da Polícia Civil (PC) Haroldo Lucca; da mulher dele, Marcela Pereira Torres; do comerciante Márcio Magalhães Costa; do corretor de imóveis Marcos Gomes Pontes de Miranda e do autônomo Cássio Felipe Moura Magalhães, todos são acusados de se apropriar, indevidamente, dos cheques que estavam na Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Decotap) e que foram apreendidos durante a operação “Espectro”, que investigou superfaturamento na compra de alimentos para o sistema prisional de Alagoas.
Na opinião dos integrantes do Gecoc, baseados nas investigações da Polícia Civil, o delegado organizou o esquema que se apoderou dos cheques cujo montante chegou a R$ 900 mil, e, em seguida, repartiu o dinheiro com os demais comparsas que foram orientados a depositarem o valor em contas correntes. Os cheques teriam sido entregues pela mulher do delegado aos demais integrantes do bando denunciados, penalmente, pela prática dos crimes de peculato - uso da função pública em favor próprio - e formação de quadrilha.

Sargento da PM é preso com moto roubada


Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prenderam na tarde da terça-feira (29) o sargento da Polícia Militar (PM), Thevaldo Batista da Silva. Ele, segundo a Polícia, conduzia uma moto Honda Bross preta, placa MUJ 4856/AL. A placa da moto, segundo a Polícia, é fria e o veículo havia sido tomado em um assalto à mão armada no último mês de janeiro.
O militar, preso na Cidade Universitária, foi levado para Central de Polícia, no Prado, onde foi ouvido por um delegado de plantão e após ser autuado em flagrante por crime de receptação foi entregue a corporação. Policiais que estavam na Central de Polícia confirmaram que o sargento já responde a processo por porte ilegal de arma de fogo. O caso será investigado por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos.

PF faz operação contra exploração de minério em terras indígenas em Alagoas


Três pessoas foram presas nesta quarta-feira (30) durante uma operação da Polícia Federal (PF) em uma área da tribo indígena Wassu Cocal, em Joaquim Gomes, na Zona da Mata de Alagoas.
Durante a operação foram cumpridos mandados de buscas em cinco áreas de exploração de minério sem autorização. Os policiais visaram reprimir a exploração ilegal de minério, desmatamento, exploração de trabalho escravo e exploração de trabalho infantil.
Nas áreas foram encontrados adolescentes entre quinze e dezessete anos de idade trabalhando com explosivos e realizando trabalho penoso, especialmente carregamento de pedras em caminhões. Na avaliação dos agentes federais os trabalhadores encontrados no local eram mantidos em condições degradantes, acampando ao relento e com alimentação insuficiente.
Todos os presos foram encaminhados para a sede da PF em Maceió, onde serão ouvidos por um delegado. 
 

Traficante que foi solto por decisão de juiz é novamente preso


Givaldo Tavares, o "Gil", ganhou liberdade (Gustavo Oliveira/Emergencia190)
Após passar 51 dias em liberdade, mesmo tento um mandado de prisão contra ele, o traficante Givaldo Carvalho da Silva, 33, foi recapturado na tarde da terça-feira (29) por equipes do 5º Batalhão da Polícia Militar (5º BPM). Ele estava em um posto de combustível do bairro de Santa Lúcia, parte alta de Maceió. O suspeito dirigia um Fox prata, placa MVF 7595/AL que segundo o preso pertence a um amigo chamado por ele de “Kebinho”. Dentro do carro havia um dispositivo usado para o armazenamento e reposição rápida de munições em revólveres.
“Gil”, como é conhecido, estava em liberdade desde o último dia 8 de abrir após o juiz Carlos Henrique Pita Duarte, da 3ª Vara Criminal da Capital, que na época respondia pelo plantão judicial durante a Páscoa, entender que não havia motivos para manter ele na cadeia. A decisão do juiz também beneficiou Jandson Maurício dos Santos Silva, 21, outro traficante envolvido em assaltos e assassinatos. Os dois tinham sido presos durante uma operação envolvendo policiais civis e militares no último dia 4 de abril em uma residência localizada no bairro Antares, onde os traficantes montaram um laboratório de cocaína. Na mesma operação também foram presos Alexsandro Santos Pereira, 33 e Josival Bezerra da Silva, 24. 
Na opinião de alguns policiais a manobra da defesa dos acusados foi uma estratégia de “mestre”, onde os advogados alegaram no pedido de Habeas Corpus (HC) que o magistrado de plantão não tinha sido comunicado das prisões promovidas pela Polícia alagoana. No mesmo HC os advogados relataram que a Polícia não havia comunicado oficialmente os flagrantes à Justiça, o que fere o Código de Processo Penal.
O detalhe foi que o juiz plantonista era o próprio Carlos Henrique Pita, que até então desconhecia a estratégia da defesa, entendeu que as prisões eram irregulares.
O juiz explicou que no sábado (07), ao receber o pedido de soltura, encaminhou um ofício à Central de Polícia cobrando mais informações sobre os motivos das prisões de Givaldo e Jandson, recebendo no dia seguinte um oficio com uma resposta resumida confirmando as prisões. O delegado Vinicios Ferrari, que assinou o oficio encaminhou ao juiz o Boletim de Ocorrência (BO) que comprovava que os presos haviam sido ouvidos pela delegada Maria Tereza, que estava de plantão na Central de Polícia.
Com exclusividade o EMERGENCIA190 conversou com o juiz que concedeu os Habeas Corpus (HC). O magistrado disse que pelo que constava no oficio ouve comprovante omissão por parte da PC, uma vez que a delegada ao invés de informar as prisões ao juiz de plantão decidiu comunicar a 17ª Vara Criminal de Maceió, cujos juízes não estavam de plantão.
“No documento está clara a omissão da autoridade policial o que transformava as prisões em atos ilegais. Eu, como plantonista, tenho que receber as informações necessárias, não correr atrás delas", disse o juiz que acrescentou o fato de constar em um dos artigos do Código do Processo Penal que após qualquer prisão, o delegado deve, obrigatoriamente, comunicar ao juiz de plantão, em até 24 horas e no caso de desobediência, a prisão se torna ilegal.
Ele explicou que consta no parágrafo 1º do artigo 306 do Código do Processo Penal que qualquer prisão deve ser comunicada a um juiz em até 24 horas ou então vai se tornar ilegal. No caso dos dois presos, o juiz que estava de plantão, deveria ter sido comunicado, o que não aconteceu.
O magistrado também comentou a questão dele ter liberado dois bandidos que possuem mandados de prisão decretados pela 17° Vara Criminal, que é responsável pelo combate ao crime organizado em Alagoas.
“Querem me crucificar. Mas não vão conseguir. Fiz o correto. Todos os processos da 17° são sigilosos e nenhum outro juiz tem acesso. Nem eu, nem outro magistrado podemos saber se algum preso tem processo ou mandado de prisão expedido por eles. Essa história de que o juiz de plantão deveria ter procurado a 17° para saber se “A” ou “B” era de interesse deles não existe. Eu não tenho email, nem telefone e nem tenho obrigação de ir na casa de nenhum dos colegas para saber se algum preso tem mandado de prisão expedido por eles. Eu fiz o certo e estou fundamentado. Sei que estão tentando criar um “avalanche” envolvendo meu nome, mas não vão conseguir”, desabafou o magistrado.
O titular da 3° Vara Criminal de Maceió foi categórico ao afirmar que se ouve desencontro de informações ou até mesmo prevaricação não partiu dele.
“Se a Polícia sabia que havia esses mandados de prisão dos dois, por qual razão não me comunicaram ? Todo mundo agora tá querendo se livrar de suas responsabilidades. Quem deve responder a algum processo administrativo e ser realmente investigado é quem recebeu minha decisão e abriu as portas da Casa de Custódia para os presos saírem”, acrescentou o magistrado.
O EMERGENCIA190 também conversou com um dos advogados de “Gil”. Juarez Ferreira explicou que em momento algum o juiz Carlos Pita Duarte prevaricou em libertar seus clientes e criticou a Polícia Civil por não encaminhar o flagrante ao juiz plantonista. Ele também fez criticas a 17° Vara.
“Caberia a Polícia Judiciária encaminhar o flagrante ao Dr. Pita. Mas nada disso foi feito. Foram inertes. Eu fiz um pedido de liberdade para meus clientes e o juiz pediu um prazo para se inteirar de toda a situação. Foi neste tempo que ele viu que as prisões eram ilegais. Na verdade quem fez por onde em libertar os presos foi a Polícia Civil. O juiz apenas referendou”, disse o advogado.
Em relação ao fato da expedição de mandados de prisão contra seus clientes, Juarez Ferreira explicou que tudo só aconteceu após as prisões dos dois e não antes, como foi noticiado.
“A história correta é a seguinte. A 17° expediu um mandado de busca e apreensão em uma casa perto do Aldebaram. Meus clientes nem lá estavam, eles foram presos nas proximidades. Os dois foram levados para a Central de Polícia onde foram ouvidos por uma delegada de plantão – Maria Tereza – que não comunicou as prisões ao juiz de plantão, mas sim e de forma errada, a 17° Vara. Por Lei a prisão deveria ser comunicada ao Dr. Pita que era o juiz plantonista. Se a 17° que ficar com todos os processos então que se acabe com as varas criminais”, declarou ele.
Ele confirmou que os mandados de prisões contra seus clientes foi assinado pela juíza Ana Raquel Gama, da 17°, mas que isso somente aconteceu após o flagrante registrado no último dia 04.
Givaldo retornou para a Casa de Custódia, no bairro do Jacintinho, onde ficará a disposição da Justiça.

Outro jovem é executado na "beira da lagoa" em Maceió


Vítima de arma de fogo foi morto na madrugada desta quarta-feira (30) o jovem Felipe Noronha Maia, 20. O crime foi registrado em um dos trechos da Avenida Senador Rui Palmeira, na orla lagunar, no bairro do Vergel do Lago, região Sul de Maceió.
Felipe foi morto com cinco tiros, sendo dois no pescoço, um na cabeça, um no abdômen e outro no peito.
A equipe da Rocom 23, do 1° Batalhão da PolíciaMilitar (1°BPM) esteve no local mas não conseguiu informações sobre quem matou o jovem, cujo corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). 

noticia geral de mg - Justiça concede liberdade ao goleiro Bruno, mas ele continua preso


A decisão foi anunciada nesta terça-feira (29). Porém, como Bruno também responde a mandado de prisão expedido pela Justiça de Minas Gerais pelo assassinato da jovem, ele não deverá ser solto.A Justiça de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), concedeu liberdade condicional ao goleiro Bruno Fernandes. A determinação se refere ao processo que o jogador responde no Rio de Janeiro sobre agressão e cárcere privado de sua ex-amante Eliza Samudio.
Liberdade O advogado de Bruno, Rui Pimenta, afirmou anteriormente que o atleta deixará a penitenciária e defenderá a seleção brasileira na Copa do Mundo 2014. Na previsão esperançosa do defensor, o ex-goleiro do Flamengo irá defender os pênaltis na partida final do campeonato entre Brasil e Argentina.
DesaparecimentoEliza Samudio desapareceu no início de junho de 2010. No dia 25 daquele mês, o filho da jovem foi encontrado na casa de uma amiga de Dayanne Rodrigues do Carmo Souza, ex-mulher de Bruno. 
Após ouvir depoimento de suspeitos, a polícia concluiu inquérito afirmando que Eliza teria sido sequestrada com seu filho no Rio de Janeiro no dia 4 de junho e levada para Minas Gerais. Segundo a polícia, a jovem teria sido mantida com o filho no sítio de Bruno e, dias depois, teria sido morta na casa do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG).
Apesar de a polícia não ter encontrado o corpo de Eliza, o delegado que cuida do caso diz que as investigações concluíram que ela está morta.

noticia geral do tdn-Governador manda tirar PMs do Palácio para reforçar segurança nas ruas


Com o processo para a realização dos concursos das polícias Militar e Civil esperando autorização da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e em meio a uma crise na Segurança, o governador Teotonio Vilela Filho tomou uma atitude emergencial para ampliar o efetivo nas ruas – reduzir as assessorias militares nos órgãos do Estado.
Como não conseguiu a aprovação da Assembleia Legislativa do projeto que reduzia 337 cargos em assessorias militares para reforçar a segurança nas ruas – o pedido acatava uma decisão do Conselho Estadual de Segurança -, o governador decidiu cortar da própria estrutura do Executivo.
O primeiro a sentir a mudança será o próprio Vilela, que reduzirá pela metade o número de cargos no Gabinete Militar, que tem hoje cerca de 160 policiais lotados. A medida deve ser estendida para outros órgãos do Estado e secretarias.
Hoje, o governador Teotonio Vilela Filho está em Brasília com o secretário de Defesa Social, Dário Cesar, para buscar ajuda do governo federal na área de Segurança. Eles se reúnem com a presidente Dilma Roussef, com a ministra da Casa Civil, Gleisi Helena Hoffman, e com o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo.
De acordo com o governo, o objetivo do encontro é solicitar urgência nas demandas dos projetos de Segurança em Alagoas e reforçar a necessidade de apoio para conter a violência no estado. Na tarde de ontem, o governador debateu o tema com toda a cúpula da segurança pública e representantes do Judiciário, do Ministério Público Estadual e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AL).
As ações de governo acontecem em meio a um clima de comoção social e revolta da população com o crescimento dos assassinatos em Alagoas, principalmente na capital.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Video: Em dia de jogo do CRB garoto integrante da Mancha Azul é executado


Um adolescente, aparentando 15 anos de idade, foi executado na noite desta terça-feira. O crime aconteceu na Rua Delmiro Gouveia, no bairro Mutange, em Maceió.
O menor não portava documento de identificação e os moradores da rua disseram aos policiais do 4º Batalhão, comandados pelo sargento Gonçalves, que a vítima não residia na área.
EMERGENCIA190 tentou ouvir os moradores, mas ninguém quis falar. “É comum os moradores adotarem a ‘lei do silêncio’. Ninguém fala nada e as investigações ficam comprometidas”, disse o sargento.
O menor vestia bermuda branca e camisa da torcida organizada Mancha Azul, do CSA.
Disque-Denúncia
Se você sabe de alguma informação que possa ajudar a polícia a esclarecer este crime, ligue para o Disque-Denúncia. As denúncias podem ser realizadas a partir de qualquer terminal telefônico, inclusive por telefones públicos. Não há a necessidade de identificação.
Os números são: 0880-284-9390 ou 181

Galeria de Fotos










                                           

Preso acusado de liderar tráfico em Maceió


Contra “Gil” existe um mandado de busca e apreensão pelo crime de tráfico de drogas
Por Nicollas Albuquerque
Policiais militares do 5º Batalhão com o apoio do Serviço de Inteligência da PM prenderam nesta tarde (29) um homem acusado de ser um dos chefes do tráfico de drogas em Maceió. O acusado, que se identificou como Givaldo Carvalho da Silva, foi detido em um posto de combustível do bairro de Santa Lúcia.
Com ele, a PM encontrou um dispositivo usado para o armazenamento e reposição rápida de munições em revólveres. O dispositivo estava no banco de um veículo Fox, cor prata e placas MVF-7595, de Maceió/AL. Segundo “Gil”, também como é conhecido, o carro foi pego emprestado de um amigo chamado “Kebinho”. Ele negou que o dispositivo não era dele.
De acordo com o comando de Policiamento da Capital contra “Gil” existe um mandado de busca e apreensão pelo crime de tráfico de drogas. Ele já tinha sido preso numa operação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Delegacia de Combate ao Narcotráfico (DRN) e do Batalhão de Radiopatrulha no dia 04 de abril deste ano quando foi encontrada uma casa que servia como laboratório de drogas, no bairro Antares. Dias depois, o acusado conseguiu responder em liberdade após pagar fiança. Mas, logo depois, outro mandado foi expedido contra ele.
Segundo relato do próprio “Gil” à Polícia, ele já tinha cumprido pena em Pernambuco por tráfico de drogas quando foi flagrado pela polícia pernambucana com cerca de 20 kg de maconha.  

Polícia continua sem esclarecer morte de professora no Benedito Bentes


Professora Fernanda Paes morreu vítima de disparos de    arma de fogo (Facebook)
    Cinquenta dias após o assassinato da professora                 Fernanda Paes da Silva, 25, que residia no    Conjunto Benedito Bentes I, parte alta de Maceió, a Polícia alagoana continua sem pistas dos dois homens, que segundo testemunhas, foram os autores do crime registrado na manhã do dia 9 de   abri.
   A jovem, de acordo com a Polícia, havia saído de  casa, onde morava com algumas amigas se dirigindo para a Escola Municipal Maria José Clemente, onde lecionava turmas da 5º ano. Fernanda Paes ainda foi socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) até o Hospital Geral do Estado (HGE), onde não resistiu aos ferimentos.
Consta no inquérito que a vítima seguia por um dos trechos da Rua A10, Quadra 11, na Avenida Pratagy, proximidades de uma quadra de esportes, quando foi abordada pelos criminosos. A principal linha de investigação adotada pela Polícia foi que a professora teria sido vítima de latrocínio – roubo seguido de morte. A bolsa da vítima foi levada pelos bandidos que fugiram em uma moto de cor verde, placa MVC 4888/AL, que conforme informações do Centro Integrado de Operações da Defesa Social (Ciods) a placa é fria.
O namorado da vítima, Hugo Martins, 24, relatou que estava sem falar com Fernanda desde um dia antes do crime. Ele explicou que na noite do dia 8 de abril ligou para seu aparelho celular, mas não obteve sucesso devido o aparelho encontra-se desligado.
Outra declaração de Hugo foi que na manhã do crime ele teria visto em um site de notícias a informação que no HGE havia uma mulher, sem nenhuma identificação, que havia sido vítima de tiros. O que chama a atenção na declaração do jovem é o fato dele afirmar que mesmo sem ter nenhuma identificação da vítima ele teria desconfiado se tratar de Fernanda. O rapaz alega que na mesma matéria dizia que a mulher internada tinha uma tatuagem no tornozelo direito com a frase "Love for P", mesma inscrição que Fernanda usava.
Natural da cidade de São José da Laje, interior de Alagoas, a jovem veio para Maceió após passar em um concurso para professor do município. Familiares e amigos desconhecem qualquer envolvimento de Fernanda em algum problema que a levasse a morte.
O crime, que chocou várias pessoas no Benedito Bentes, levou a direção da escola onde a professora trabalhava realizar uma caminhada pedindo paz e cobrando do poder público medidas educativas capazes de minimizar a violência e dar mais segurança à comunidade do entorno escolar e de todo o bairro.
O inquérito do assassinato da professora, investigado por policiais da Delegacia de Homicídios (DH), deverá chegar a Justiça sem autoria.

"Mago da Mancha" é preso por equipe da Radiopatrulha



Foi preso na tarde desta terça-feira (29) em um dos trechos da Avenida Leste-Oeste, no bairro da Cambona, em Maceió, o desempregado Wellington Edvaldo dos Santos, 24, residente na Rua Nova, no mesmo bairro.
Com ele policiais da Radiopatrulha, sob o comando do sargento Edmar, apreendeu duas maricas, uma pedra grande de crack e uma munição de revólver 38.
“Mago da Mancha” como o suspeito é conhecido, foi levado para a Central de Polícia, onde foi interrogado por um delegado de plantão.

Bandidos voltam assaltar agência dos Correios em Alagoas


Mais uma agência dos Correios é assaltada em Alagoas. Desta vez o assalto foi contra a agência da cidade de Teotônio Vilela, no Agreste de Alagoas.
Segundo relatos de algumas testemunhas dois homens armados invadiram o local anunciando o assalto. Clientes e funcionários foram obrigados a entregarem aparelhos celulares, relógios e o dinheiro da agência localizada na Avenida Maria Jeane, no Centro da cidade.
Este é o 42° assalto contra agência dos Correios em Alagoas somente este ano. 

Mototaxista é executado a tiros quando chegava em casa


Alex Paulino foi morto quando chegada em casa (emergência 190)
O delegado João Pessoa Vaz, do 11º Distrito Policial, deve iniciar ainda esta semana as investigações que visam esclarecer o assassinato de Alex Paulino da Silva, 24, morto a tiros na noite da segunda-feira (28) no momento que chegava a sua residência, na Rua Antonio Batista Fragoso, no município de Joaquim Gomes, interior de Alagoas.
Parentes que estavam na casa da vítima e vizinhos relataram a Polícia que só ouviram os disparos e quando saíram já encontraram Alex morto.
“Nandinho”, como a vítima era conhecida, trabalhava como mototaxista e era considerado uma pessoa sem antecedentes criminais. 
 

Morre comerciante baleado durante "saidinha de banco"


Quinze dias após ser baleado durante uma suposta reação a uma “saidinha de banco” na Rua João Pessoa – Rua do Sol, no Centro de Maceió, faleceu na área vermelha do Hospital Geral do Estado (HGE), o empresário José Cassimiro Santos, 52. A morte dele foi confirmada na noite da segunda-feira (28) pelo serviço social do hospital.
De acordo com levantamentos realizados pela Polícia no dia do crime, a vítima tinha saído de uma das agências bancárias quando dois homens o abordaram exigindo o dinheiro que ele havia sacado.
Cassimiro teria reagido contra um dos bandidos, sendo baleado na veia femoral pelo segundo homem. A dupla fugiu em sentidos opostos, sendo que um deles levou cerca de R$ 30 mil do comerciante.
Durante o tumulto equipes do 1º Batalhão da Polícia Militar (1º BPM) iniciaram buscas para prender os criminosos. Um dos suspeitos, Flávio Américo Alves, 32, foi localizado nas proximidades do mirante de Santa Terezinha, no bairro do Farol. Com ele a Polícia apreendeu R$ 1.218. O outro comparsa, segundo relatos de testemunhas, fugiu em uma moto. 

BPE e BOPE apreendem drogas no Jacintinho e Jaraguá


A Polícia Militar de Alagoas fez a apreensão de mais drogas na capital alagoana. Nesta segunda-feira (28), as drogas foram encontradas nos bairros do Jacintinho e do Jaraguá em ações do Batalhão de Polícia de Eventos e do Batalhão de Operações Policiais Especiais.
Por volta das 16h40 de ontem, um jovem de 18 anos levantou a suspeita de policiais do BPE quando transitava pela rua Diéges Júnior, no Jacintinho. E a suspeita foi confirmada com 40 pedras de crack encontradas com José Fernandes de Moura Júnior.
Um aparelho celular e R$ 147,00 em cédulas e R$ 57,60 em moedas estava com o jovem que foi autuado por tráfico de drogas na Central de Polícia pelo delegado Vinícius Ferrari.
Já no bairro do Jaraguá, durante incursão numa favela, policiais do Bope efetuaram outra apreensão de drogas na tarde de ontem. Vinte e quatro gramas de crack foram encontradas com Audilene da Silva Costa (34), moradora da favela.

Menores são apreendidos comercializando drogas


Dois menores foram apreendidos na manhã desta terça-feira (29) na Avenida Durval de Góes Monteiro, no bairro do Tabuleiro do Martins, em Maceió. Eles estavam comercializando drogas e durante uma abordagem policial acabaram sendo levados para de delegacia da Criança e adolescente.
De acordo com a chefe de Operação da delegacia, Maria Zeina dos menores J. S. e C. H. S. S. ambos com 15 anos continuam detidos na delegacia após prestarem depoimento. Um pequena quantidade de crack e R$ 26 foram apreendidos.

Diário Oficial publica lei que cria banco de DNA de criminosos


A lei que cria um banco nacional de DNA para auxiliar na elucidação de crimes violentos foi sancionada pela presidenta Dilma Rousseff e publicada hoje (29) no Diário Oficial da União. A proposta, de autoria do senador Ciro Nogueira (PP-PI), visa a instituir no Brasil uma unidade central de informações genéticas, gerenciada por uma unidade oficial de perícia criminal.
Esse banco de material reúne vestígios humanos como sangue, sêmen, unhas e fios de cabelo deixados em locais de crimes que poderão ser usados pelas autoridades policiais e do Judiciário nas investigações. Também fará parte do banco o material genético de criminosos condenados por violência dolosa, quando há intenção de praticar o crime.
Todos os dados coletados serão sigilosos e os perfis genéticos deverão seguir normas constitucionais e internacionais de direitos humanos. Segundo a lei, as informações obtidas a partir da coincidência de perfis genéticos deverão ser consignadas em laudo feito por perito oficial devidamente habilitado.
Segundo o presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais do Departamento de Polícia Federal (APCF), Hélio Buchmüller, a proposta é uma reivindicação antiga dos peritos criminais federais. “A gente [os peritos criminais] vem orientando setores do governo há oito anos para a criação dessa ferramenta. Temos a possibilidade de implementá-la, mas necessita de amparo legal.”
Atualmente, vários países, como os Estados Unidos, o Canadá, a França, a Alemanha, o Japão e a Austrália, usam banco de dados genéticos como ferramenta em investigações criminais. Para Buchmüller, o Brasil ainda está muito atrasado em relação a isso. “Os principais países do mundo aplicam porque têm a avaliação do bem que essa ferramenta traz. Ela salva vidas, evita que pessoas sejam mortas, estupradas e que pessoas sejam erroneamente acusadas.”
De acordo com o advogado criminalista e ex-diretor do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Alberto Toron, a lei representa um grande avanço, pois permitirá identificar com mais segurança pessoas que praticaram crimes, bem como evitar que inocentes sejam punidos. “Estamos avançando no campo da polícia científica, utilizando avanços tecnológicos para permitir identificar os autores de crimes graves e violentos, e, com isso, minimizar os erros judiciais.”
O prazo para a lei entrar em vigor é 180 dias.

Bombeiros fiscalizam comércio de fogos de artifício em Maceió


Com a chegada dos festejos juninos, as cidades ganham novas cores e, junto a elas, velhos costumes ganham força. Um grande exemplo são os fogos de artifício, que encantam adultos e crianças nesta época do ano. Entretanto, a comercialização desses produtos requer muitos cuidados, e as normas de segurança estão sendo garantidas pelo trabalho de fiscalização constante do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBMAL), através dos militares da Diretoria de Serviços Técnicos (DST).
Os estabelecimentos comerciais de fogos têm que possuir projeto de segurança contra incêndio e pânico aprovado pelo CBMAL e cumprir requisitos rigorosos para funcionar, tais como possuir um extintor de água com dez litros de capacidade, um extintor de pó com seis quilos de capacidade, dois baldes com água, instalação das luminárias de emergência, placas de sinalização e placas indicativas com os dizeres: PERIGO e PROIBIDO FUMAR.
Segundo o tenente BM Douglas de Lima, qualquer barraca de comercialização de fogos deve ter no máximo 32m², com instalações elétricas embutidas nas paredes ou lajes. “Para o comerciante de fogos regularizar sua barraca, é necessário que ele possua o projeto de segurança contra incêndio e pânico assinado por engenheiro credenciado no Corpo de Bombeiros, cumprindo todas as exigências contidas no Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico. O papel do vistoriante éverificar se a barraca cumpre todas as determinações, priorizando a segurança do barraqueiro e do consumidor”, explicou.
O tenente acrescentou que os cuidados devem começar pela aquisição do material. “O consumidor deve observar a classificação do produto na hora da compra. Esta atitude já diminui vários riscos”, afirmou o oficial, lembrando ainda a importância de se observar um local seguro para a soltura dos fogos.
Os cuidados devem ser tomados tanto no momento da compra quanto na utilização. Por exemplo, observar a classificação dos artefatos (Classe A - Infantil; Classe B - Juvenil; Classe C - Adulto; Classe D - Profissional), ler atentamente as instruções de manuseio na embalagem do produto, não soltar fogos em locais cobertos, abaixo de redes elétricas, próximos a depósitos de líquidos inflamáveis, nem em locais onde exista concentração de pessoas. Tais precauções são essenciais à população e garantem diversão com segurança durante as comemorações do mês de junho em Alagoas.
De acordo com o Artigo 206 do Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico (Coscip), não é permitido o comércio de fogos a menos de 50m de distância de residências, hospitais, casas de saúde, escolas, quartéis, estádios, mercados, casas de diversão, postos de abastecimento de combustíveis, depósitos de inflamáveis ou explosivos, prédios tombados e outros locais julgados impróprios pelo CBMAL. Além disso, o estoque máximo permitido nos locais de venda de fogos deve ser de 500kg, incluído o peso das embalagens, sendo terminantemente proibida a existência de qualquer quantidade de fogos de artifício ou embalagens a céu aberto ou fora dos locais de venda.
Pontos clandestinos de venda e fabricação de fogos de artifício devem ser denunciados através do telefone (82) 3315-2819.
Cuidado! Os fogos podem ser verdadeiros vilões
• As crianças só devem ter contato com fogos leves, e sempre acompanhadas de pessoas adultas;
• Mesmo as pessoas mais velhas precisam observar as recomendações, como: só soltar foguetes utilizando varas longas, não usar fogos em ambientes fechados e não apontá-los para pessoas ou janelas;
• Tenha muito cuidado também com as fogueiras e jamais realimente o fogo com álcool, pois a garrafa pode explodir;
• Não permita que seus filhos adquiram fogos de artifício;
• Saiba que acidentes graves podem acontecer com crianças ou adultos que transportam e utilizam fogos de artifícios de forma irregular;
• Nunca transporte estes artefatos nos bolsos, pois, se eles se inflamarem, você certamente será atingido;
• O perigo dos fogos de artifício é indiscutível. Se uma bombinha explodir nas mãos de uma criança ou próximo de seus olhos, poderá causar mutilação ou cegueira;
• Deixar caixas de fósforos e/ou isqueiros ao alcance de crianças é uma imprudência. A atração que o fogo exerce sobre as crianças pode ter consequências extremamente danosas;
• Denuncie os pontos de venda e fabricação ilegal de fogos e ajude o Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas a prevenir acidentes.

Usuário de drogas é executado no Benedito Bentes


Polícia não conseguiu identificar quem matou jovem (Mais.AL)
Foi mais um assassinato envolvendo o tráfico de drogas no bairro do Benedito Bentes, onde o dependente químico Ítalo Barbosa Domingos, 19, foi executado com vários tiros, na noite desta segunda-feira (28), em Maceió. O fato foi registrado na Avenida Guaxuma, no Conjunto Benedito Bentes 2.
Ítalo, que já havia passado por vários tratamentos contra as drogas, já que era usuário desde os 12 anos de idade, foi emboscado por dois homens armados. A vítima tentou fugir, mas não resistiu aos tiros e acabou caindo em via pública, onde recebeu vários tiros. Equipes da Polícia Militar, sob o comando do tenente Jordão, ainda realizaram buscas para capturar os assassinos mas não tiveram êxito.
 

Agentes do Tigre tiram explosivos do corpo de gerente do Banco do Brasil em S. do Ipanema


Movimentação na área próxima à casa do gerente
Homens do Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre) libertaram o gerente Mario Sergio, da agência do Banco do Brasil de Olho d’ Água das Flores. Ele foi amarrado com explosivos na madrugada desta terça-feira, por quatro bandidos, fortemente armados, que invadiram sua residência, localizada no Centro da cidade sertaneja de Santana do Ipanema. Mario Sergio, a esposa e três filhos, sendo dois bebês, ficaram sob a mira de armas de grosso calibre por volta das 2h30min. 

A ação dos bandidos só não deu certo porque vizinhos do gerente perceberam a movimentação na casa dele e acionaram a polícia. Os policiais chegaram a cercar a casa do gerente, mas os assaltantes conseguiram fugir. 

Segundo o major Reginaldo Rolim, o gerente Mario Sergio permaneceu com explosivos amarrados ao corpo até que os especialistas do Tigre chegaram para livrá-lo dos explosivos. 

Ainda segundo informações do capitão Reginaldo Rolim o artefato será levado para um local isolado, onde será detonado.

Radiopatrulha prende homem com arma de fogo


 Às 17h30mim desta segunda-feira (28), policiais da Radiopatrulha do 3° Batalhão prenderam Jhonn Lennon dos Santos, de 22 anos, acusado de porte ilegal de arma de fogo. A prisão aconteceu no bairro Boa Vista, em Arapiraca.
Populares ligaram para o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) informando que havia um indivíduo, em atitudes suspeitas, circulando no bairro Boa Vista.
Uma guarnição da Radiopatrulha foi acionada e, após realizar algumas buscas, conseguiu localizar o acusado. Ao perceber a aproximação da viatura policial, o mesmo tentou empreender fuga, sacou a arma de fogo, mas foi detido em seguida.
Jhonn Lennon estava portando um revolver calibre 38, com seis munições intactas. O mesmo recebeu voz de prisão e em seguida foi encaminhado a Central de Polícia para que fossem tomados os procedimentos cabíveis.

Assaltantes de churrascaria são presos no Francês


 Duas pessoas foram presas na noite desta segunda-feira (28) após tentarem assaltar uma churrascaria localizada às margens da rodovia AL-101 Norte, praia do Francês, em Marechal Deodoro/AL.
José Adeildo Lopes da Silva (23) e Carlos Henrique da Silva Pereira (21) foram conduzidos para a Central de Polícia da capital por policiais militares da 5ª Companhia Independente.
Um revólver calibre 38 com seis munições intactas foi apreendido durante a ação policial. A arma estava com José Adeildo, que além do crime de roubo foi autuado também pelo porte ilegal de arama de fogo.